Géis movimentam-se e mudam de forma com luz

Publicado em 21/08/13 20:40 com as tags coloides  

Postado por   0 comentário(s)   9875 visualizações

 

Redação do Site Inovação Tecnológica - 13/08/2013

 

Há poucos dias, pesquisadores apresentaram aquilo que poderá se tornar uma espécie de geleca móvel, um um robô mole capaz de capturar e manipular coisas.

Agora, outra equipe mostrou que esses hidrogéis podem ser ainda mais versáteis - e os tais robôs moles eventualmente ainda mais insidiosos.

Em vez de usar fios, duas pesquisadoras descobriram como controlar os hidrogéis usando apenas luz.

Olga Kuksenok e Anna Balazs, da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, já haviam criado uma espécie de vida sintética feita de géis, além de microcápsulas cooperativas e materiais inteligentes que imitam a capacidade biológica de autorregulação.

Agora a dupla demonstrou que esses hidrogéis podem ser reconfigurados e controlados pela luz, à distância.

Isto dá a todas as suas realizações anteriores um novo nível de controle, abrindo ainda mais o leque de possíveis aplicações dessas "tecnologias moles".

Materiais funcionais

Quando a luz incide sobre o material, sua superfície alterna entre comportamentos hidrofílicos - que "gostam" de água - ou hidrofóbicos - que "fogem" da água. A combinação de luz e calor dá ainda mais versatilidade aos géis "semivivos".

"Considere, por exemplo, que você pega uma folha de hidrogel e, com o uso apropriado da luz, faça-o assumir o formato de uma lente, que pode ser usada em aplicações ópticas," disse Balazs - as lentes de contato, por exemplo, são feitas de hidrogéis.

Mais interessante, contudo, é que o formato dos objetos pode ser alterado conforme a necessidade, uma área de pesquisa conhecida como "materiais funcionais".

Além de mudar de função conforme a necessidade, os materiais funcionais permitem a reutilização da mesma matéria-prima inúmeras vezes, em tarefas diferentes.

"Você não precisa construir um novo dispositivo para cada nova aplicação," destaca Balazs.

A equipe agora planeja estudar o efeito da incorporação de fibras microscópicas no gel para controlar ainda mais a forma e a resposta do material a outros estímulos.

A mera possibilidade de fazer com que os géis adquiram movimento sustentado acionados apenas pela luz pode ter muitas utilidades, por exemplo, para controlar o movimento de pequenas esteiras transportadoras no interior de biochips, controlando reações químicas e análises de amostras.

Bibliografia:

Modeling the Photoinduced Reconfiguration and Directed Motion of Polymer Gels
Olga Kuksenok, Anna C. Balazs
Advanced Functional Materials
Vol.: Article first published online
DOI: 10.1002/adfm.201203876

Envie seu comentário
*Seu nome:
*E-mail (não será publicado):
Site (inclua o http://)
*Comentário:
*Preencha a resposta:
* campos obrigatórios

Comentários nesta matéria:

Seja o primeiro a comentar! Use o formulário ao lado e participe!

 



Desenvolvido por CarlosFilho.com